Colágeno é mesmo anti-idade?

COMPARTILHE AGORA MESMO
Colágeno é mesmo anti-idade?
Avalie este post

Prevenir o envelhecimento da pele, mantendo o rosto sempre jovem, livre de rugas e linhas de expressão é o desejo de toda mulher. Para isso, muitas de nós embarcamos em inúmeros tratamentos estéticos.

Alguns destes não trazem resultados, ou os resultados são muito pequenos. Já outros, não só param o tempo como também melhoram nossa qualidade de vida. Um exemplo disso é o colágeno.

Queridinho dos tratamentos estéticos, e um dos produtos mais utilizados em clínicas e ate mesmo em casa, o colágeno faz sucesso como um excelente anti-idade. Mas, é isso mesmo? O colágeno é capaz de parar a passagem do tempo? E como ele faz isso?

Se você está interessada em entender um pouco mais essa fama do colágeno, esse texto é para você. Aqui contaremos se o colágeno é realmente um maravilhoso composto anti-idade e como você pode se aproveitar de todo esse poder.

Colágeno e renovação celular

O colágeno é uma proteína produzida por nosso próprio organismo, originária, em boa parte, de nossa alimentação. Carnes, ovos e outros compostos ingeridos com frequência ajudam nesse processo, que ocorre da seguinte maneira.

As proteínas alimentares são quebradas em aminoácidos pelo organismo e, então, esses tijolos alimentares acabam se transformando no colágeno. O colágeno é uma espécie de cola, que tem um papel importantíssimo no corpo.

É ele quem faz com que as células de estruturas como nossa pele, os tendões, as articulações, os músculos, as unhas e os cabelos fiquem unidas. Sem o colágeno, essa estrutura “desmonta”, e nada fica mais firme.

É isso que acontece quando a produção do colágeno diminui e nossa pele perde o vigor, o brilho e a firmeza da juventude. A falta de colágeno também é a responsável pelo surgimento das indesejáveis estrias e celulite.

Benefícios do colágeno como anti-idade

O colágeno contém, em sua formulação natural, compostos como a hidroxiprolina, a glicina e a proalina. Juntas, estas substâncias são as responsáveis por manter a firmeza e a aparência rejuvenescida da pele.

Por isso, manter os níveis de colágeno em um patamar saudável é fundamental, pois essa proteína ajuda, ainda, na renovação da pele. Durante a criação de camadas novas, as antigas, mais velhas, são eliminadas.

Essa eliminação garante que sua pele permaneça jovem e firme, já que o colágeno estimula que as fibras da pele estejam sempre esticadas.

Além disso, o colágeno ajuda a manter sua pele sempre hidratada, o que contribui para que você tenha um aspecto muito mais jovem.

Quando é preciso repor o colágeno

Como sabemos, depois dos 25 anos, nosso corpo começa a entrar em um processo de envelhecimento natural. Nesta fase, os processos começam a ser menos dinâmicos, e a produção de componentes fundamentais para a vida perdem a força.

Um deles é o colágeno, cuja fabricação diminui 1% por ano depois dessa idade. Mas existem alguns sinais que podem indicar a necessidade de que você reponha os níveis de colágeno o quanto antes.

Por exemplo, quando você notar que sua pele está flácida e sem elasticidade, aparecem muitas rugas e linhas de expressão, surgirem estrias e sua pele estiver fina e desidratada.

Além disso, existem outros pontos que devem ser observados cuidadosamente, como os fios de cabelos mais finos, densidade óssea menor e enfraquecimento em ligamentos e articulações.

Como repor o colágeno perdido?

Para manter os níveis de colágeno sempre em patamares normais é preciso, inicialmente, fazer uma boa alimentação. Ingerir alimentos ricos em proteínas são o primeiro passo, afinal o colágeno vem de uma proteína.

Além de comer carnes, ovos e outros itens ricos em proteína, incluir alimentos ricos em vitamina C, um poderoso antioxidante, e vitamina A, que combate o envelhecimento, ajuda a potencializar não só a produção de colágeno como também sua ação no organismo como produto anti-idade.

Mas, em alguns casos, fazer uma boa alimentação não é o suficiente para equilibrar os níveis de colágeno em seu corpo, principalmente quando a idade começa a avançar. Aqui é preciso fazer uma suplementação com colágeno hidrolisado.

O que é o colágeno hidrolisado?

O colágeno hidrolisado é uma proteína extraída da pele, dos tendões e das cartilagens de animais, como aves e bovinos, e submetida a um processo de hidrólise, para que se torne, então, solúvel e possa ser absorvida pelo organismo humano.

Um bom exemplo de colágeno hidrolisado são as gelatinas. Ricas em aminoácidos elas não só fazem parte de nossa dieta alimentar, como também podem ser utilizadas em procedimentos estéticos aplicados nos cabelos, como em máscaras de restauração.

Tipos de suplementação

Para a pele, existem cosméticos com colágeno hidrolisado. Esses produtos, além de reduzir o envelhecimento, deixam a pele mais firme, mais saudável e com menos flacidez, pois eles ajudam a manter o tônus facial.

A suplementação com colágeno hidrolisado pode ser feita também com o produto em pó (uma colher de sopa por dia, diluída em chás, sopas, sucos, iogurtes ou água), cápsulas (quatro capsulas por dia), balas, jujubas ou gomas (uma unidade antes das principais refeições)Ç

Além destas alternativas de suplementação existem, também, tratamentos estéticos que estimulam seu organismo a produzir colágeno, forçando assim uma renovação celular e atuando como verdadeiros produtos anti-idade. Veja alguns deles.

Peeling químico

Muito indicado para mulheres com rugas mais profundas, o peeling químico provoca uma esfoliação na pele, fazendo com surjam células novas e estimulando a produção de colágeno, que cria novas fibras para dar sustentação à essa pele que surgiu.

Ácido polilático

Aplicado em pequenas quantidades, via injeções, o ácido polilático estimula a pele a produzir colágeno, acabando com a flacidez e diminuindo consideravelmente as rugas.

 

 

 

 

 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *