Para que serve o colágeno?

COMPARTILHE AGORA MESMO
Para que serve o colágeno?
Avalie este post

Ter uma pele firme, com muita força, brilho e elasticidade. O que é comum até nossos 25, 30 anos, começa a fazer parte apenas de nossa lembrança. O passar das décadas costuma vir acompanhado não só de cabelos brancos, mas também de rugas e linhas de expressão.

Afinal, o que causa esse fenômeno? Digamos que esses incidentes são causados pelo colágeno. Ou melhor, pela falta dele. Tipo especial de proteína, o colágeno é o responsável por manter nossas células unidas, principalmente em áreas como a pele, a cartilagem e os ossos.

Colágeno: o que é?

O colágeno é produzido por nosso organismo, e alguns eventos podem estimular em excesso essa produção, ou até mesmo fazer com que ele desapareça do organismo. No entanto, é a partir dos 25 anos que sua produção começa a decair naturalmente.

Nessa fase, quando entramos oficialmente na idade adulta, a pele fica menos elástica, surgem as primeiras rugas e linhas de expressão e nossos ossos, articulações e cartilagens começam a ficar mais frágeis.

Tipos de colágeno

O colágeno é uma proteína tão complexa que pode ser encontrada de até 20 formas diferentes em nosso corpo. Por exemplo, nos órgãos, o colágeno aparece sob a forma de gel, enquanto nos tendões ele pode ser percebido como fibras apertadas, que fornecem resistência a essa estrutura.

Onde podemos obter o colágeno?

O colágeno, em geral, é um produto de origem animal, extraído de regiões como a pele, as cartilagens e os tendões de aves, suínos e bovinos, dando origem ao colágeno hidrolisado, um suplemento muito consumido.

No entanto, existem alguns alimentos que, quando consumidos, podem ajudar o corpo a obter colágeno naturalmente.

Um bom exemplo é a gelatina. Além de ser um alimento com poucas calorias, ela faz muito bem para a pele, os cabelos e as unhas.

Outro alimento rico em colágeno são as carnes, importantes fontes de proteínas, assim como os ovos. Já as frutas cítricas e os vegetais de cor verde-escura são ricas em vitamina C, uma substância que ajuda o corpo a sintetizar as proteínas consumidas. São essas proteínas que, mais tarde, irão se converter em colágeno.

Outra boa fonte de colágeno natural são as frutas vermelhas. Além de vitamina C, elas são antioxidantes. Ao combater o envelhecimento precoce, elas protegem o corpo contra a falta de colágeno.

Consumir porções de castanhas, nozes e amêndoas também ajuda a obter o colágeno naturalmente, já que elas são ricas em vitamina E, um composto que ajuda na produção da proteína e contém, ainda, ácidos graxos, mantendo sua pele sempre firme.

Outro componente importante para a produção do colágeno, a lisina pode ser encontrada em laticínios, carnes, peixes, frutos do mar, ovos, tofu e na quinoa. Peixes ricos em ômega 3, como o salmão, também não podem ficar de fora da dieta, já que eles impedem que o colágeno seja produzido em menor quantidade pelo corpo.

O enxofre, presente no alho, na cebola, nas azeitonas e no pepino, por exemplo, não deve ficar de fora da alimentação, assim como a vitamina A, que quando consumida junto com o enxofre ajuda o corpo a produzir mais fibras de colágeno e elastina, dando firmeza à pele.

Já o licopeno, presente no tomate, na melancia, na acerola e em outros alimentos de tom vermelho reduz a produção da colagenase, enzima que destrói o colágeno.

Quais os benefícios do colágeno?

O colágeno é uma substância tão importante em nosso organismo que seus benefícios vão muito além de ter uma pele lisinha, sem rugas, manchas ou linhas de expressão.

Essa proteína é a responsável por fortalecer estruturas como as unhas e os cabelos, deixando-os mais fortes, mais espessos, com brilho e ajudando ainda em seu crescimento.

Além disso, o colágeno ajuda também a prevenir lesões e reduzir as dores provocadas pela artrose, osteoporose e nas articulações, muito comuns quando chegamos à terceira idade, graças à hidratação fornecida aos tecidos das articulações, que permanecem com grande elasticidade.

O colágeno é importante também para prevenir lesões em atletas de grande rendimento, já que essas pessoas costumam expor seu corpo a grandes esforços.

Um bom nível de colágeno no organismo ajuda, ainda, a ter ossos mais fortes e saudáveis, prevenir o surgimento de celulite e estrias, manter os músculos mais fortes e com boa tonicidade e melhorar também o funcionamento do sistema linfático.

Como repor o colágeno perdido com a idade?

Com o passar dos anos, nosso corpo vai naturalmente produzindo menos colágeno. Isso é uma realidade até mesmo para quem faz uma boa alimentação, consumindo todos os produtos que listamos alguns parágrafos antes.

Por isso, depois dos 30 anos, é recomendável o consumo de suplementos de colágeno, o colágeno hidrolisado, para equilibrar os níveis da proteína no organismo e evitar o aparecimento de doenças e retardar os efeitos do envelhecimento.

Além disso, fazer a reposição do colágeno pode ser recomendado também para quem está em algum processo de emagrecimento ou está com dificuldades de cicatrização. Isso porque as fibras de colágeno estimulam também a produção de “pele nova”, fator crucial para quem precisa se recuperar de alguma cirurgia ou tem grandes lesões a curar.

Para colher esses efeitos positivos, a recomendação é de que seja ingerido de dez a vinte gramas de colágeno hidrolisado em sua forma em pó. O produto pode ser diluído em sucos, leite ou iogurte.

Além desta forma de apresentação, o colágeno hidrolisado pode ser encontrado em cápsulas ou balas de goma, e seus efeitos aparecem de dois a três meses após o início do tratamento.

 

 

 

 

 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *